marco2018.gif
HOME | ESPORTE | TV | CULINÁRIA | EMPREGO | GALERIA DE FOTOS | NOTÍCIAS | VÍDEOS | CONTATO

ESPORTE
Revanche? Duelo de quarta terá remanescentes da última final entre Brasil e Sérvia - 24/06/2018 às 18:05:23

Brasil e Sérvia entram em campo nesta quarta-feira (27), às 15h, em Moscou, em jogo que vale a classificação para às oitavas de final da Copa do Mundo.

Além da sobrevivência das equipes no torneio, o duelo é uma espécie de revanche da final do Mundial Sub-20 de 2015, vencido pelos Sérvios, por 2 a 1, em Auckland, na Nova Zelândia.

Dos 28 jogadores que entraram em campo na ocasião, três estão disputando a Copa do Rússia,–  Gabriel Jesus, do Brasil, e Sergej Milinković-Savić e Andrija Zivkovic, da Sérvia.

Apesar de a maioria dos que estiveram em campo na final ainda não ter conseguido uma sequência nas seleções principais, os três jovens em questão desempenham papel muito além de apenas compor o grupo que foi à Rússia. Ambos carregam o peso de ser peças fundamentais de suas seleções. 

Camisa 9 do Brasil, Gabriel Jesus é uma das esperanças de gols da equipe canarinho na Copa. Com apenas 21 anos, o jovem atacante já carrega no currículo a conquista do Ouro Olímpico nos Jogos do Rio, em 2016, além de conquistas nacionais por Palmeiras e Manchester City.

Pela Seleção principal são 10 gols em 19 jogos, desde sua estreia, em setembro de 2016.  

Milinkovic-Savic

Geração de ouro

O desmembramento da Iugoslávia, que teve início na década de 90, e terminou em 2006, interferiu diretamente no futebol da Sérvia.

Acostumado a montar fortes seleções, e a ter uma respeitada liga nacional, os sérvios viram o nível técnico dos jogadores despencar, tendo, inclusive, dificuldades de se classificar para a Copa do Mundo.

Nesse cenário, o time aposta em jogadores nascidos em 1995 e 1996, campeões mundiais Sub 20, em 2015, e Europeu Sub19, em 2013, para recuperar o prestígio da seleção. 

O maior expoente dessa geração é o meia Milinkovic-Savic, que joga na Lazio-ITA. Avaliado em mais de R$500 milhões, o camisa 20 da Sérvia foi eleito o terceiro melhor jogador do Mundial de 2015, e é titular absoluto da equipe comandada pelo técnico Mladen Krstajic.

Apesar de ainda não ter sido utilizado na Copa da Rússia, o meia Andrija Zivkovic é outra esperança da equipe europeia.

O meia, que atualmente defende o Benfica-POR, foi o autor da assistência para Maksimovic, que marcou o gol do título aos 13 minutos do segundo tempo da prorrogação.

Zivkovic também foi premiado pelo gol mais bonito do torneio, marcado contra o México, marcado na primeira fase da competição.

Com quatro pontos em dois jogos, o Brasil precisa apenas de um empate para se garantir na próxima fase da Copa, sem depender do resultado da outra partida do grupo entre Suíça e Costa Rica. 

Já a Sérvia, que tem três pontos na classificação, necessita da vitória para avançar no torneio. 

FICHA TÉCNICA

BRASIL 1 X 2 SÉRVIA

BRASIL

Jean, João Pedro, Marlon, Lucão e Jorge; Danilo, Jajá (Malcom), Boschilia (Andreas Pereira) e Gabriel Jesus (Alef); Jean Carlos e Marcos Guilherme 
Técnico: Rogério Micale

SÉRVIA

Rajkovic, Gajic, Veljkovic, Babic e Antonov; Milinkovic (Jovanovic), Zdjelar, Maksimovic e Zivkovic; Saponjic (Ilic) e Mandic (Gacinovic). 

Técnico: Veljko Paunovic

Motivo: Final do Mundial Sub-20, de 2015

Local: Estádio North Harbour, em Auckland (Nova Zelândia)

Data: 20 de junho de 2015

Árbitro: Fahad Al Mirdasi (Cazaquistão) 

Assistentes: Abdulah Alshalwai (Cazaquistão) e Al Amri Abu Bakar (Omã) 

Cartões amarelos: Alef (Brasil) e Jovanovic (Sérvia) 

Gols: Mandic, aos 24 minutos do segundo tempo; Maksimovic, aos 13 minutos da prorrogação (Sérvia), Andreas Pereira, aos 27 minutos do segundo tempo (Brasil)


dengue

xerox

dengue
marco2018
E-mail: contato@informeitabira.com.br



© Informe Itabira 2018. Todos os direitos reservados. Webmail